Leia também o artigo:
Home / Java / Java e XML

Java e XML

O XML aqui falando em integrações entre sistemas, vai ser muito importante para que dois ou mais sistemas, mesmo desenvolvidos em plataformas diferentes, não só o Java, possam tem uma “linguagem única” e consigam conversar entre si. Por isso é comum utilizar o XML em Webservices, além de ser um arquivo bem organizado e fácil de ser lido por humanos, e não só maquinas.

O JAXB (Java Architecture for XML Binding) é a especificação Java, incluída a partir da JDK 6, que da suporte para trabalharmos com arquivos XML, assim podemos transformar arquivos XML em objetos e vice-versa.

Marshal: O processo de transformar um objeto em XML.
Unmarshal: É o processo inverso do Marshal, transforma os dados de um arquivo XML em objeto.

Lendo o arquivo XML

Utilizamos a Classe DocumentBuiderFactory para carregar o arquivo XML em memória.

O método parse() retorna um Document e é através dele que conseguimos acessar qualquer elemento/tags através do método getElementsByTagName() que retorna um NodeList, ou seja uma lista de resultados já que podemos ter uma tag repetida vezes, assim pegamos o primeiro elemento fazendo casting para Element.

Padronizando nosso XML com o XSD

O arquivo XSD (XML Schema Definition) é um conjunto de regras e definições que garantem e validam que um arquivo XML está no padrão correto e com todos os elementos necessários, ou seja, ele define o padrão da estrutura de dados, e o XML contém esses dados. Muito usado por exemplo no padrão que Notas Fiscais Eletrônicas devem seguir e que utilizam da estrutura do XML para conter os dados da Nota.

Sobre Haylson Martins

Me chamo Haylson Martins, formado em Sistemas de Informação, trabalho com T.I de forma geral desde 2002 com suporte depois na área de negócio e treinamentos, e com Desenvolvimento para Sistemas Web desde 2010 com linguagem principal o Java. Amo tecnologia, amo aprender coisas novas, gosto de ensinar embora não seja essa a minha pretensão. Por meio desse blog pretendo reforçar o que ando aprendendo e estudando de outras linguagens e tecnologias, e principalmente como uma espécie de bloco de notas para consultas posteriores e quem sabe também ajude outras pessoas que estudam e têm as mesmas dúvidas que já tive ou que ainda tenho. Vamos começar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *